PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

O mar, pensado por John Mack

«(…) Este é um livro sobre o mar e sobre os modos de os seres humanos interagirem entre si por causa do mar, percorrendo através dele os seus caminhos, vivendo … Continuar a ler

17 de Abril de 2018 · Deixe um comentário

Pequenos consolos burgueses

Há tanto tempo que não lia o Expresso em papel que não sabia que a revista era agora não apenas a revista mas também o antigo cartaz (agora os textos … Continuar a ler

14 de Abril de 2018 · Deixe um comentário

A Grande Distopia

“(…) morta e enterrada a URSS, quis utilizar a história do assassínio de Trotzky para reflectir sobre a perversão da grande utopia do século XX, esse processo em que muitos investiram as suas esperanças e tantos de nós perderam sonhos, anos e até sangue e vida.” Leonardo Padura, in fine

10 de Abril de 2018 · Deixe um comentário

Dar aulas

«(…) O passado, como foi realmente? Lembramo-nos ainda do que nos levou a “dar aulas”? A própria expressão é sintomática: “dar aulas”. A dádiva no centro do acto pedagógico a dar-lhe um sentido, que escapa a tantos. (…)»

10 de Abril de 2018 · 1 Comentário

Pacheco Pereira e o “problema da relação do Estado com a criação artística”

E depois Pacheco (Pereira, não Luiz, nem Assis) foi buscar os ministros da cultura franceses André Malraux (1901 – 1976) e Jacques Lang (n. 1939, responsável pelo aumento da dotação de pelo menos 1% do orçamento do Estado francês para a Cultura, pelo incremento do apoio público às artes e formas contemporâneas de fruição – festivais – e pela descentralização sustentada da actividade teatral subsidiada pelo erário de todos), para tentar defender o seu argumentativo, relacionando-o com a acção política passada do PS (particularmente a da época de Manuel Maria Carrilho).

8 de Abril de 2018 · Deixe um comentário

Pobreza em Portugal: uma análise que expõe a miséria política de um Estado

5 de Abril de 2018 · Deixe um comentário

PZ

Música do norte. Tão boa. Pelo rapaz que gosta de cantar de pijama. Enquanto espero que as letras “cresçam” e melhorem.

4 de Abril de 2018 · Deixe um comentário