PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

Quando Eugénio de Andrade nasceu a Jorge Reis-Sá

    O meu primeiro livro trazido da Escriba, na Piedade, e digo-o à almadense, caso contrário diria a Cova, a livraria da Cova, mas depois podia confundir-se com os … Continuar a ler

16 de Janeiro de 2018 · Deixe um comentário

“News-to-use”, o anti-jornalismo

Capa da edição da revista Visão de 24 de Agosto de 2017 (*) Luís Delgado assinou há dias o contrato que formalizou a compra de 12 títulos anteriormente detidos pela … Continuar a ler

6 de Janeiro de 2018 · Deixe um comentário

Os assessores da rua

  O sistema democrático representativo vive desde há muito uma espécie de longo estertor.  As incríveis taxas de abstenção que marcam a generalidade dos escrutínios (e não me refiro apenas … Continuar a ler

2 de Janeiro de 2018 · Deixe um comentário

A morte de Moby Dick

«(…) Homens e animais, tínhamos o mesmo inimigo, uma única ciência, uma única defesa; estávamos ligados. Uma compaixão desmedida, que não conseguíamos evitar que recaísse sobre nós próprios, subia-nos à … Continuar a ler

24 de Dezembro de 2017 · 1 Comentário

Perigos da invisibilidade dos irmãos

Um dia, uma irmã disse ao seu irmão mais novo para ele desaparecer. A partir desse momento não mais houve sossego, pois o irmão escondeu-se no interior de uma caixa … Continuar a ler

5 de Dezembro de 2017 · Deixe um comentário

Se hacían los locos

“Lembra-se do dia em que lhe deram o cartão (não o de identidade, o outro): o sorriso aparvalhado com lampejos de orgulho, a sensação única de fazer parte de um futuro novo e vigoroso e redentor.”

25 de Novembro de 2017 · Deixe um comentário

Mana

Ter uma mana mais nova é por vezes começar por pedir à mãe para a levar de volta ao hospital de onde veio. Quem diz o hospital diz esse outro … Continuar a ler

24 de Novembro de 2017 · Deixe um comentário