PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

apontamentos sobre teatro #2

Alguém grávido do Mundo, de  um Mundo ainda em gestação, e havendo muito desejo de que nascesse: como levar isso para a cena?

5 de Abril de 2020 · Deixe um comentário

apontamentos sobre teatro

Na época das adaptações disto e daquilo, dos a partir deste e daquele, do mal-estar de um teatro que já não quer o texto mas precisa dele, o texto é um barro secundário.

4 de Abril de 2020 · Deixe um comentário

ALFIE

Recentemente, Wyatt afirmou que recebeu mensagens de pessoas que compraram o álbum “Ruth Is Stranger Than Richard”, simplesmente por causa da sua capa vívida, antropomórfica e levemente sinistra, e só então percebeu que também gostaram da sua música.

22 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Miles Davis III, parte 3

“Listen, next year will be perhaps my last year in music. Yes, next year I’ll stop playing.”

19 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Francisco Sousa Lobo: o artista no seu labirinto

Trata-se de um ilustrador de pensamentos, capaz de desenhar sobre conceitos abstractos, como em Deserto, livro que percorre o fio do tempo e dos gestos que o levaram à Cartuxa de Évora para pensar (escrever, desenhar) sobre os lendários monges do lugar.

18 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

O Ponto da discórdia

A Casa da Dança insere-se num programa do PS para a Cultura em Almada que privilegia aspectos que considero genericamente interessantes – desde que não representem, evidentemente, um desinvestimento no trabalho e no acesso ao desenvolvimento dos criadores de Almada.

11 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Miles Davis III, parte 2

Em 1959, ainda com Coltrane a seu lado, Miles Davis gravou para a Columbia, em apenas duas sessões, o famoso Kind of Blue, geralmente considerado o disco mais influente na História do Jazz.

9 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

QUATOR EADEM NOCTE

– Com que então quatro pecados mortais?

– E uma nega.

– Pois quatro na mesma noite é o limite que os teólogos põem aos exageros da carne.

3 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Miles Davis III, parte 1

Elwood Buchanan, o seu primeiro mestre, disse-lhe que nunca tocasse com vibrato, que isso era coisa de branco. Miles Davis, que até na cor da pele era preto retinto, assim fez: “fast and light and no vibrato.”

30 de Janeiro de 2019 · Deixe um comentário

Jamaica, Seixal, Portugal, UE

A história de um bairro chamado Jamaica, numa grande reportagem de 2017 feita pela jornalista da Antena 1 Rita Colaço, aqui.

24 de Janeiro de 2019 · Deixe um comentário