PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

Francisco Sousa Lobo: o artista no seu labirinto

Trata-se de um ilustrador de pensamentos, capaz de desenhar sobre conceitos abstractos, como em Deserto, livro que percorre o fio do tempo e dos gestos que o levaram à Cartuxa de Évora para pensar (escrever, desenhar) sobre os lendários monges do lugar.

18 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Florinhas de Luísa Costa Gomes

Luísa Costa Gomes desencantou pormenores grandemente desconhecidos das vidas de santos, muitos conhecidos, do grande firmamento venerabundo.

2 de Janeiro de 2019 · Deixe um comentário

“A tecnologia vai tornar-nos consistentemente ferozes” (João Carlos Alvim, editor, escritor)

João Carlos Alvim à conversa com Luís Caetano sobre editar, escrever, ser humano. A ouvir com a atenção e o prazer intelectual que merece e proporciona um homem verdadeiramente inteligente.

18 de Dezembro de 2018 · Deixe um comentário

Pescarias em Portugal: um retrato social, económico e político

Construído em cinco partes, este texto denso, parecendo um dóri aqui chegado carregado com mais bacalhau do que a sua pequena capacidade deveria comportar – percorre os grandes eixos desta história.

22 de Setembro de 2018 · Deixe um comentário

Álcool, gajas & música clássica

‘As mulheres foram feitas para sofrer. Não admira que passem o tempo a pedir declarações de amor.’ Henry Chinaski, “Post Office”, 1971

17 de Agosto de 2018 · Deixe um comentário

No desaparecimento de Philip Roth

O que Roth escreveu em “O Animal Moribundo” sobre a dimensão destrutiva do desejo amoroso e dos laços afectivos familiares (sem esquecer a conjugalidade, onde a destruição é quase sempre fatal) é o retrato chapado da nossa pequenez ridícula.

23 de Maio de 2018 · Deixe um comentário

Vassourada geral no Brasil

E lembra ainda o autor, na que porventura constitui uma das mais importantes ideias inscritas no seu texto-manifesto, que «as elites fazem parte do Povo», ao contrário do que muita gente (também em Portugal) ainda pensa.

10 de Maio de 2018 · Deixe um comentário

O mar, pensado por John Mack

«(…) Este é um livro sobre o mar e sobre os modos de os seres humanos interagirem entre si por causa do mar, percorrendo através dele os seus caminhos, vivendo … Continuar a ler

17 de Abril de 2018 · Deixe um comentário

Ler Meckert num hospital público da UE em 2018

«(…) «É preciso não ter medo de vigarizar os clientes, temos dois advogados na casa.» Ou «É preciso genica! Não se pode largar os clientes, temos de os comer vivos, chateá-los até mais não! Se te põem porta fora voltas pela janela! Prometes-lhes tudo em troca de nada! O principal é fazê-los assinar a nota de encomenda! Vamos lá!» (…)»

9 de Março de 2018 · Deixe um comentário

Quando Eugénio de Andrade nasceu a Jorge Reis-Sá

    O meu primeiro livro trazido da Escriba, na Piedade, e digo-o à almadense, caso contrário diria a Cova, a livraria da Cova, mas depois podia confundir-se com os … Continuar a ler

16 de Janeiro de 2018 · Deixe um comentário