PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

Francisco Sousa Lobo: o artista no seu labirinto

Trata-se de um ilustrador de pensamentos, capaz de desenhar sobre conceitos abstractos, como em Deserto, livro que percorre o fio do tempo e dos gestos que o levaram à Cartuxa de Évora para pensar (escrever, desenhar) sobre os lendários monges do lugar.

18 de Fevereiro de 2019 · Deixe um comentário

Como destruir um sistema teatral

E então pergunto-me: como pode ser que a Direcção-Geral das Artes (…) não perceba a que ponto é criminoso o acto por decreto que, se não for revertido, destruirá de uma assentada parte considerável de «um sistema teatral que levou décadas a estabelecer», como escreveu há dias Miguel-Pedro Quadrio?

3 de Abril de 2018 · 2 comentários

Cais do Ginjal

O projecto para o Ginjal é prioritário para o novo executivo local – e é muito bem: o Ginjal precisa de ser outra coisa, porém uma coisa verdadeiramente melhor do que a que lá tem estado. Uma coisa que não assente na demolição de tábua rasa. Uma coisa boa (boa também para a população de Almada, numa perspectiva de desenvolvimento que não se quede no horizonte dos activos de curto e médio prazo dos sectores turístico e imobiliário), bela, arrojada, com visão prospectiva antes e para além dos interesses contingentes – actuais – de Lisboa, uma coisa nova (jamais tentada se for caso disso, por que não?), e que faça justiça à tão significativa memória histórica e identitária do lugar.

11 de Fevereiro de 2018 · Deixe um comentário

Manuel Graça Dias, cronista

Manuel Graça Dias (n. 1953) é um arquitecto muito interessante. Arriscaria mesmo dizer que no plano de uma certa teoria da arquitectura – uma teoria prática, não-académica, que trata a … Continuar a ler

28 de Novembro de 2016 · 1 Comentário