PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

“News-to-use”, o anti-jornalismo

21013962_1440371629373482_9174306070555708010_o
Capa da edição da revista Visão de 24 de Agosto de 2017 (*)

Luís Delgado assinou há dias o contrato que formalizou a compra de 12 títulos anteriormente detidos pela Impresa de Pinto Balsemão. Há entre eles publicações importantes para a história do jornalismo português, caso do velhinho JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias (apesar do seu cinzentismo e do aviltante e paulatino desinvestimento, patente na crescentemente miserável qualidade do jornalismo ali praticado), ou da revista Visão (apesar da tabloidização que tem sofrido, através da utilização da linguagem da publicidade e da comunicação corporate – i.e., da propaganda -, em que dominam conceitos como as news-to-use e outros pseudo-géneros jornalísticos importados da Anglosfera que não têm nada que ver com jornalismo e podem ser produzidos a custo baixo).

Títulos que pessoas que não foram jamais verdadeiramente jornalistas não souberam ou não quiseram reinventar para a Globalização, no que constitui um evidente paradoxo, atendendo ao pensamento liberal (no sentido económico) que as define, estando aliás muitas delas ligadas à expansão em Portugal do chamado jornalismo económico.

Ao contrário do que penso (e tenho vindo desde há longo tempo a defender, sem que a realidade me demova, muito pelo contrário), Luís Delgado afirmou «que as revistas em papel têm futuro, apesar do crescimento do digital, onde estes títulos também se posicionam e vão continuar a crescer.» Delgado disse ainda que acredita, «acima de tudo, que se pode criar ainda mais valor em redor destas marcas prestigiadas e de referência». Não duvido. Resta saber para quem, pois não me parece de todo que seja para a requalificação do jornalismo português. Muito menos para o seu posicionamento no contexto de uma realidade global em que o jornalismo de Língua portuguesa (variante europeia) podia ter uma palavra decisiva a dizer.

 

(*) Uma capa (e conteúdos destacados) para mim incompreensível do ponto de vista estritamente jornalístico; que explora o medo (e fomenta o terror) do público face a acontecimentos que este não pode controlar (prever, contornar, garantir a sua segurança), pretendendo ajudar os leitores a sobreviver àqueles; que mistura fenómenos distintos como os cataclismos naturais e o terrorismo, a que o verdadeiro jornalismo dedicaria outras abordagens, necessariamente de maior profundidade (mediante reportagens e entrevistas de fundo, com o objectivo sério de procurar interpretar o que está na origem dos mesmos); que instrumentaliza a opinião pública com frases muito questionáveis em termos de objectividade e isenção, desgarradas do seu contexto, com o objectivo evidente de impugnar mediaticamente o actual governo português; que oferece leitura rápida e conteúdos ligeiros que estão ao nível de publicações de distribuição gratuita e sem pretensões jornalísticas, como a revista da rede de farmácias portuguesas, por exemplo.

Anúncios

About Sarah Adamopoulos

Antiga jornalista profissional, dedica-se à edição de livros - criação e produção editorial - desde 2008. Anda pelos blogues desde 2003, lugares de eleição para a escrita rápida e para o debate de sociedade. Autora de vários livros, entre os quais "Fado menor" (literatura, 2005) e "Voltar – memória do colonialismo e da descolonização" (investigação historiográfica, 2012). Traduziu, entre outros, o primeiro grande estudo económico sobre a desigualdade no Mundo publicado no século XXI ("O capital no século XXI", de Thomas Piketty). Tem sempre peças de teatro e poemas na cabeça.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Informação

This entry was posted on 6 de Janeiro de 2018 by in Jornalismo, Patrícula elementar, Política nacional and tagged , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: