PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

Crème de la Crème: uma colherada de nata teatral

2º Esq. Um tecto para dois mundos – Créme de la Créme. Fórum Romeu Correia. Almada, 18 de Novembro de 2016. © Luís Aniceto / Vítor Cid

© Luís Aniceto / Vítor Cid

2.º Esquerdo – Um tecto para dois mundos é um espectáculo sobre o que é ser africano e sobre o que é ser português. Sobre o que é ser africano em Lisboa nos anos 90: uma realidade nem tanto assim diferente do que é ser africano em Lisboa hoje, pesem embora diferenças maiores que o curso do tempo determinou já depois dessa época para estes dois países irmãos (não há como negar uma irmandade histórico-cultural que, aliás, no contexto do legado colonizador português, encontra em Angola uma espécie de realização plena). E sobre o que é ser português, em Lisboa ou em qualquer outro lugar de Portugal, nos anos 90 ou em 2017: pois há na personagem interpretada (magistralmente, diga-se sem favor) por Anabela Mira o lastro denso de um velho país: preconceito, contradições, mas também um sentido antigo do que é ser humano e viver com os outros, partilhando com eles a miséria endémica de ciclos de pobreza que parecem eternos – mas também a magia dos mais simples momentos de encontro entre pessoas de idades e cabeças diferentes.

O espectáculo tem a singularidade de transportar, transpondo-o para a cena, o património de experiência vivencial dos seus actores, e muito especialmente de Pacas, e é, nesse sentido, um trabalho documental com a melhor implicação biográfica, que é a que consegue falar de todos a partir de uma verdade só aparentemente isolada e subjectiva, pondo em cena realidades objectivas que todos, portugueses e angolanos, pior ou melhor, conhecem. Porém, ao contrário do que sucede com linhas estéticas mais convencionais do actual teatro documental (um género em grande expansão na Europa, demonstrando a que ponto no teatro de arte cabe também a história recente dos países e das suas pessoas), 2.º Esquerdo – Um tecto para dois mundos lança mão da experiência de cruzamento de linguagens cénicas que o grupo Crème de la Crème tem vindo a desenvolver ao longo dos anos. Um teatro mais representado que falado, mais «brincado» que narrado, com elipses, música, humor e poesia.

Uma composição de grande expressionismo teatral que consegue uma proeza mais: fazer um retrato superlativamente divertido e de grande justeza de um fenómeno significativo mas em que o teatro nem sempre repara com tamanha acuidade: o de pessoas que existem numa realidade justaposta ao tempo do progresso, como é o caso da Dona Josefa, vinda de um outro país e de um outro mundo sem nunca ter saído do seu bairro.

2.º Esquerdo – Um tecto para dois mundos estreou na Mostra de Teatro de Almada a 18 de Novembro de 2016 no Auditório Municipal Fernando Lopes-Graça, Fórum Romeu Correia, em Almada
creme
Direcção: Hugo Gama
Interpretação: Anabela Mira e Pacas
Cenografia e figurinos: Paulo Robalo
Banda sonora original: Nuno Cintrão
Desenho de luz: Jochen Pasternacki
Produção: Crème de la Crème

Anúncios

About Sarah Adamopoulos

Antiga jornalista profissional, dedica-se à edição de livros - criação e produção editorial - desde 2008. Anda pelos blogues desde 2003, lugares de eleição para a escrita rápida e para o debate de sociedade. Autora de vários livros, entre os quais "Fado menor" (literatura, 2005) e "Voltar – memória do colonialismo e da descolonização" (investigação historiográfica, 2012). Traduziu, entre outros, o primeiro grande estudo económico sobre a desigualdade no Mundo publicado no século XXI ("O capital no século XXI", de Thomas Piketty). Tem sempre peças de teatro e poemas na cabeça.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 5 de Dezembro de 2016 by in teatro and tagged , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: