PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

(Mais) Presidenciais

Novo debate azedo, muito azedo em alguns momentos e, de novo, a roçar a deselegância na forma como MRSousa se dirige aos interlocutores, em particular quando pretende cobrar créditos por ter viabilizado o governo de Guterres. Fez isso com Henrique Neto (a quem disse que só continuara como deputado à sua custa) e agora com Maria de Belém (ela só foi ministra porque ele…). Fica-lhe mal, tem quase 20 anos e é pouco como pergaminho de estabilidade, em especial quando lhe dão a entender que teve contrapartidas por tudo isso.

IMG_0225

Mas o debate de hoje começou sob o signo do debate de ontem, que foi o que marcou a ruptura em relação ao que se vinha passando. O carácter ziguezagueante e intriguistados dois candidatos foi explorado por ambos, nem sempre da forma que acho mais eficaz e perceptível para o eleitor comum que, com muita justiça, achará que são tod@s o mesmo. Algo que não acontece com Sampaio da Nóvoa. Entre Maria de Belém e MRSousa parecemos estar perante uma troca de tricas de outrora, em que cada um conhece os podres (não apenas os públicos) políticos d@ outr@. Repito, terá ganho o ausente em tal troca de mimos.

IMG_0228

Absolutamente ridículo o tempo perdido por MRSousa com a alegada ofensa que seria qualificá-lo como hiperactivo, não sabendo MBelém dizer que ele é – efectivamente – hiperactivo político.

Um detalhe final… uma daquelas imprecisões de quem se gaba de não levar notas para os debates. Ali a finalizar o primeiro terço do debate, MRSousa ostentou tudo o que fez em prol do governo de Guterres e especificou o apoio à aprovação de uma “Lei de Bases da Educação” que nunca foi legislada nesse período (continuamos com a de Roberto Carneiro, vetada que foi a proposta por David Justino). Julgo que se referiria ao chamado RAAG (regime de autonomia e administração escolar) de Marçal Grilo. São erros de quem confia demasiado em si mesmo e numa memória algo agitada.

Anúncios

About Paulo Guinote

Professor quando me deixam. Investigador quando posso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 8 de Janeiro de 2016 by in Política nacional, Sem categoria.

Navegação

%d bloggers like this: