PATRÍCULA ELEMENTAR

«A nossa pequena pátria, a nossa patrícula.» B. Vian

No Natal, é Fatal

size_810_16_9_2015-12-24t202403z_1057930889_gf10000275754_rtrmadp_3_spain-politics.JPGqueens-christmas-day-message.jpg

Que tenhamos tido que gramar com o Emplastro de Belém, todos os santos natais da última década, enfim, a democracia sempre teve razões que a própria razão desconhece.

Que no sapatinho nos apareçam, todos os anos por esta altura, o Francisquinho de Roma e o Clemente de Lisboa, é o que se arranja para entremear com o bacalhau crescido da Noruega e o papel-de-embrulho da tradicional quadra festiva.

Que as televisões se dêem ao trabalho de nos repassar os perus de Natal do tio Obama, ainda vá que não vá. Por muito Baltazar que seja, este jovem rei-mago continua a ser, até ver,  o DDT propriamente dito.

Mas alguém me consegue explicar porque é que também temos que levar com as duas begónias em anexo? Votámos nelas? Ainda mandam na sanzala?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 25 de Dezembro de 2015 by in Portugal imortal and tagged , , .

Navegação

%d bloggers like this: